Supermercados podem ser opção para reduzir custo de contas pagas em lotéricas

Distribuidoras repassam entre R$ 0,80 e R$ 1,00 a cada fatura paga por meio de convênio com a Caixa, mas valor pode aumentar para R$ 1,45

As distribuidoras estão em negociação com os supermercados em busca de uma alternativa de arrecadação mais barata dos valores mensais das faturas pagas por consumidores sem conta bancária. O valor da arrecadação pelo convênio com a Caixa Econômica Federal que permite o pagamento da conta de luz nas casas lotéricas gera um custo de R$ 0,80 a R$ 1,00 por  fatura, que os agentes lotéricos querem aumentar para R$ 1,45, segundo a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica.

“As distribuidoras estão enfrentando um aumento muito grande de custos por causa do pagamento de contas nas lotéricas”, afirmou o presidente da Abradee, Nelson Leite. Ele disse que em alguns lugares 55% das contas de luz são pagas em casas lotéricas. A ideia é de que pelo menos o custo atual seja mantido com a entrada dos supermercados.