Governo de SP lança Ranking Paulista de Energia

Índice já consta na página da instituição e apresenta dados de consumo de eletricidade, gás natural, gás comprimido, etanol e derivados de petróleo por município

A Secretaria de Energia e Mineração de São Paulo lançou o Ranking Paulista de Energia, na página da instituição na internet. A nova ferramenta online apresenta, de forma dinâmica, o consumo de eletricidade, gás natural, gás comprimido, etanol e derivados de petróleo dos 645 municípios paulistas.

Com acesso direto na área de Dados Energéticos no portal, o usuário pode elencar os municípios por tipo de energético. Estão disponíveis os dados dos últimos cinco anos.

Diferentemente do Anuário divulgado pela pasta que apresenta o consumo dos municípios apenas em tonelada de óleo equivalente (toe), no ranking os dados de eletricidade são apresentados em megawatt-hora (MWh), o gás natural e o gás comprimido em metros cúbicos (m³), o etanol em litros (l) e os derivados de petróleo em toe.

O Ranking indica também na unidade toe o total de energéticos consumidos no Estado somando energia elétrica, gás e derivados de petróleo. A participação das cidades no consumo total do estado é mostrada em porcentagem na última coluna do ranking.

“Essa ferramenta facilita o trabalho das prefeituras no desenvolvimento do seu planejamento energético e ambiental e também da iniciativa privada na realização de projetos que tenham a energia como insumo fundamental para seu desenvolvimento”, explicou o secretário de Energia e Mineração, João  Carlos Meirelles.

De acordo com a ferramenta, excluindo-se o gás comprimido que é utilizado em apenas quatro municípios, a cidade de São Paulo lidera em 2016 o ranking como a principal consumidora de todos os tipos de energia no estado. Já a vice-liderança das quatro fontes de energia é ocupada por municípios diferentes.

Na energia elétrica o segundo lugar é ocupado pela cidade de Alumínio, no gás natural aparece Santo André, no etanol está Campinas e nos derivados de petróleo consta Guarulhos. Em caso de empate ou consumo zero de determinado energético os municípios são apresentados no ranking em ordem alfabética.

Os dados são atualizados anualmente pela Secretaria de Energia e Mineração no mês de setembro. O Ranking pode ser acessado na aba “Dados Energéticos”, no menu do site da Secretaria.