Itaipu e Copel inauguram o 3º eletroposto do Paraná

Estação de recarga se junta a outras duas já instaladas na primeira eletrovia do estado, que irá ligar Foz do Iguaçu a Paranaguá

A eletrovia Foz do Iguaçu-Paranaguá, que irá ligar a região Oeste do estado paranaense ao litoral, recebeu mais uma estação de recarga rápida de veículos elétricos. O eletroposto foi instalado na calçada em frente ao Centro de Recepção de Visitantes (CRV) de Itaipu, ao lado da barreira de controle da hidrelétrica.

A inauguração aconteceu na última quinta-feira (30) e contou com as presenças do diretor técnico executivo de Itaipu, Mauro Corbellini – que representou o diretor-geral brasileiro, Marcos Stamm – e do diretor da Copel Distribuição, Antonio Sergio Guetter. A estação se junta a outras duas já estão em operação, em Paranaguá e Curitiba. Segundo a binacional, a intenção é fechar 2018 com todos os 11 postos instalados ao longo de 700 quilômetros da BR-277.

Durante a tarde Stamm visitou a estação, acompanhado dos diretores Newton Kaminiski e Mario Antonio Cecato. “O mercado de veículos elétricos é uma condição que se impõe no mundo. Você não tem como se distanciar”, afirmou o diretor-geral. “Nós esperamos que esta inauguração seja um ato de vanguarda. Um ato que, realmente, represente esse futuro que está tão próximo”, completou.

Antonio Guetter destacou o pioneirismo como marca registrada da Itaipu e Copel e o papel de estabelecer as bases de como será o futuro. “Daqui a alguns anos os eletropostos não serão mais novidade. Mas hoje estamos dando um passo importante em direção ao futuro. Estamos além da regulamentação, porque a inovação corre mais rápido que a regulamentação”.

Já Mauro Corbellini avaliou que a mobilidade elétrica já é uma realidade no mundo e que a parceria entre as duas empresas irá permitir que a nova tecnologia ganhe escala também no país. “Os postos de abastecimento são necessários para que os veículos elétricos sejam popularizados. Com eles, teremos um mundo melhor e mais limpo”, assegurou.

O projeto da eletrovia, lançado no final de março, vai permitir ao condutor de veículo elétrico deixar o litoral paranaense para chegar a Foz do Iguaçu, abastecendo as baterias nos postos de recarga rápida. Com apenas 20 minutos na tomada, a previsão é de que seja possível alcançar 80% da carga.

A distância entre uma estação e outra será de até 80 quilômetros, suficientes para permitir a viagem. De acordo com Celso Novais, os VEs de primeira geração tinham uma autonomia média de 120 quilômetros; hoje, os novos carros já podem percorrer até 400 quilômetros com apenas uma carga.

As estações terão três tipos de conectores e poderão atender 99% dos veículos elétricos ou híbridos vendidos hoje no mundo. Além de Foz do Iguaçu, Curitiba e Paranaguá, estão previstas postos de recarga em Medianeira, Cascavel, Laranjeiras do Sul, Guarapuava e Irati. A prioridade do projeto é de instalar o sistema em locais que já tenham infraestrutura, como postos de combustíveis.

Carga gratuita para cadastrados

Nesta primeira fase, os proprietários dos veículos poderão carregar as baterias nos postos da eletrovia sem pagar nada. Para isso, será necessário fazer um cadastro no site da Copel ou da Itaipu, com dados do condutor e do veículo, e se inscrever no programa. Depois, um cartão magnético, que libera o abastecimento nos postos, será encaminhado para a casa do interessado.

O cadastro ainda não está liberado nos sites – a expectativa é que os pedidos de cartões possam ser feitos a partir do final do próximo mês. O superintendente de Smart Grid e Sistemas Especiais da Copel, Júlio Omori, observou que o sistema é inteligente e vai reunir informações sobre veículos, condutores e carga, compondo um banco de dados para acompanhar a evolução do programa e ajudar na definição de novos investimentos.