Thymos Energia estima baixa demanda nos leilões A-1 e A-2

Para a modalidade A-1, a consultoria estima uma quantidade de até 200 MW, já para a categoria A-2 é esperado até 300 MW

A Thymos Energia estima que um volume pequeno de energia elétrica será negociado na sexta-feira, 07 de dezembro, nos leilões A-1 e A- 2. Para a modalidade A-1, a consultoria estima uma quantidade de até 200MW, já para a categoria A-2 é esperado até 300MW.

“É um volume baixo, quando comparado com o resultado de outros leilões para compra de energia por parte das distribuidoras. A estimativa é de uma movimentação modesta porque a maioria das distribuidoras não precisa comprar mais energia e algumas estão com sobras”, explica Anton Schwyter, consultor na Thymos Energia.

A consultoria calculou a estimativa com base nos dados de carga e nos contratos de suprimento das 32 maiores distribuidoras do Brasil. O estudo considera 3% de crescimento médio de carga ao ano, 2% de média de PIB e um preço atraente para compra. Leva em conta, também, a migração de consumidores cativos para livre, dados registrados nos contratos dos últimos leilões de energia existente e nova, análise do Mecanismo de Compensação de Sobras e Déficits (MCSD), resultados de leilões de energia existente já realizados e eventuais posicionamentos estratégicos de agentes potencialmente aptos a participar do leilão.