Cteep troca o equipamento que levou a desligamento em São Paulo

Ocorrência na noite de quinta-feira, 31 de janeiro, e afetou cerca de 1 milhão de unidades consumidoras em São Paulo e no ABC ainda tem causa desconhecida

A Isa Cteep informou que estava providenciando a substituição do transformador de corrente que causou um grande desligamento na noite da última quinta-feira, 31 de janeiro. A empresa relatou um princípio de incêndio no equipamento instalado na subestação Leste que foi totalmente desligada em função da perda deste componente.

Em nota, a transmissora informou que “o cenário atual, de altas temperaturas e elevado consumo de energia, que tem registrado seguidos recordes nos últimos dias, provocam um estresse adicional aos equipamentos, o que potencializa a possibilidade de falhas e defeitos”.

E ainda que o atendimento de cargas da subestação Leste já estava totalmente normalizado desde as 21h56 do mesmo dia da ocorrência. “A Companhia esclarece que o equipamento que sofreu princípio de incêndio passa diariamente por inspeções e que não apresentava indícios de problemas. Por sua localização em uma área de interligação entre dois setores vitais da subestação, a perda do equipamento impactou no desligamento total da subestação”, explicou.

A ocorrência afetou a zona leste da cidade de São Paulo e parte do ABC, região metropolitana, deixando cerca de 1 milhão de de clientes da Enel Distribução SP sem energia por “pouco mais de uma hora”. A ISA Cteep relatou uma explosão de TC do disjuntor P1 de 345 kV da SE Leste. A causa da ocorrência ainda é desconhecida.

Segundo o Informativo Preliminar Diário da Operação (IPDO), divulgado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico, o desligamento automático do setor 345 kV das subestações Leste e Ramon Rebert Filho e dos equipamentos a elas conectados aconteceu às 20h13, provocando a interrupção de 1.209 MW de carga.

O ONS afirmou que às 20h30 foi iniciado o restabelecimento, tendo sido concluído integralmente às 21h45. A Enel declarou que, apesar de não ter sido responsável pelo ocorrido, restabeleceu a energia em pouco mais de 1 hora utilizando sistemas de automação e realizando manobras na rede.