Lucro da Taesa recua 31% no primeiro trimestre do ano

Resultado de R$ 231,2 milhões foi impactado pelo IGPM. Ebitda regulatório ficou em R$ 310,9 milhões

A Taesa teve lucro líquido IFRS de R$ 159,6 milhões no primeiro trimestre do ano. O valor mostra que houve um recuo de 31% em relação ao lucro do mesmo trimestre de 2018, de R$ 231,2 milhões. A receita operacional líquida da transmissora ficou 13,4% menor no período, com R$ 362,7 milhões. Já o Ebitda regulatório é de R$ 310,9 milhões, caindo 16,7% em relação ao primeiro trimestre do ano passado.

De acordo com a Taesa, a queda no lucro se justifica principalmente pelo IGP-M que apresentou uma deflação de 0,20% no primeiro trimestre de 2019. Isso foi minimizado em parte pelo impacto das margens dos projetos em construção, concentrado principalmente no empreendimento de Miracema que apresentou um crescimento relevante nos investimentos entre o primeiro trimestre deste ano e do ano passado gerando um impacto positivo de mais de R$ 30 milhões no resultado em IFRS.

A dívida líquida da transmissora chegou a R$ 2,36 bilhões, crescendo 8,7%.  Apesar da queda no Ebitda regulatório, devido principalmente ao corte de 50% na RAP de algumas concessões, registrou uma margem Ebitda de 85,7%, demonstrando resiliência e consistência operacional em um período de queda das receitas das concessões de categoria 2.