Isa Cteep vai aplicar mais de R$ 600 milhões em subestações e LTs

Plano de modernização da companhia prevê digitalização de diversas SEs da capital paulista, interior de São Paulo e dois estados brasileiros

A Isa Cteep anunciou uma previsão de terminar o ano com investimentos de mais de R$ 600 milhões para dar continuidade ao plano de modernização e melhorias de suas subestações e linhas de transmissão localizadas na capital paulista, interior de São Paulo e dois estados brasileiros. Os projetos irão contribuir para o aumento da confiabilidade e segurança do sistema de transmissão nacional, além de agregar ainda mais tecnologia à operação. Iniciado no ano passado, alguns desses empreendimentos já foram finalizados, como as subestações Leste, Sul, Norte e Milton Fornasaro, situadas na capital.

Segundo Vinicius Crema, gerente da área de Projetos Sustentáveis da companhia, a empresa segue captando melhorias em processos e assimilando novos recursos tecnológicos, “reafirmando o compromisso de criação de valor com projetos que contribuem para a expansão e confiabilidade do sistema de transmissão de energia elétrica do Brasil”.

Um exemplo de modernização do plano é a subestação de Milton Fornasaro, localizada na Zona Oeste de São Paulo, e que acaba de passar pelo processo de digitalização. A instalação atende mais de 600 mil clientes na cidade, trazendo diversas vantagens, entre como maior precisão e quantidade dos dados dos equipamentos – sendo possível obter quatro vezes mais dados de supervisão e proteção com o sistema digital para uma melhor tomada de decisão, em comparação com o modelo anterior, o que contribui para tornar a operação da SE mais confiável. A digitalização também agiliza os processos de recomposição, no caso de ocorrências, e facilita o processo de manutenção.

Para aumentar a confiabilidade e proporcionar maior capacidade de escoamento de energia na rede, além de possibilitar uma operação segura em contingências, a SE Leste recebeu a instalação de equipamentos para o sistema de proteção e um novo transformador reserva. Atualmente, o local é responsável por abastecer os bairros da zona leste da capital e ainda empresas do Polo Petroquímico de Mauá, estações de metrô da Linha Vermelha, além de estações da CPTM da Linha Turquesa.

Ainda como parte de seus investimentos, a concessionária avançou em projetos nas regiões Sul e Norte da capital paulista, onde já foram concluídas com antecipação considerável em relação ao prazo determinado pela Aneel.

Pontos estratégicos

A subestação Bauru, que fica em local estratégico, no centro do estado de São Paulo, também recebeu atenção da empresa. Considerada como ponto coletor de energia do estado, a a localidade recebeu aportes para atender às necessidades de suprimento dos principais centros de carga de Ribeirão Preto, Araraquara, São Carlos, Limeira, Rio Claro e Mogi Mirim. Houve também a troca de três bancos de transformadores de 150 MVA por três novos bancos de 300 MVA, além da substituição de outros equipamentos.

Outras melhorias foram empreendidas nas SEs de Aparecida, no Vale do Paraíba, e na subestação de Cabreúva, responsável pelo atendimento de cidades que concentram parcela significativa do PIB nacional, além de ações para o melhor atendimento à região oeste do estado de São Paulo, na fronteira do Mato Grosso do Sul, para o escoamento de energia de usinas geradoras.

Por fim, a Isa Cteep declarou que está aplicando recursos para renovação de seus ativos na subestação Henry Borden, na Baixada Santista, e na linha de transmissão Taquaruçu – Dracena, que perpassa a região de Presidente Prudente, visando o aumento na confiabilidade de seu sistema e uma operação mais segura para a região.