S&P retira ratings de crédito da Enel Ceará a pedido da concessionária

Perspectiva da nota era estável, atrelada à expectativa de melhora na performance operacional após ciclo de revisão tarifária

A agência de classificação de risco S&P Global retirou nesta sexta-feira (20) os ratings de crédito de emissor de longo e curto prazos “brAAA/brA-1+”, na Escala Nacional Brasil, atribuídos à Enel Distribuição Ceará – antiga Coelce. Até a retirada, que segundo a S&P se deu a pedido da concessionária, a perspectiva do rating de longo prazo era estável, atrelada à expectativa de melhora na performance operacional da empresa após o quinto ciclo de revisão tarifária, sob regulação da Agência Nacional de Energia Elétrica.

Para a S&P, a revisão garante à distribuidora uma posição financeira confortável, considerando estimativa de investimentos de R$ 1,3 bilhão nos próximos dois anos e distribuição de dividendos em torno de 50% do lucro líquido do exercício anterior. A classificadora esperava que a Enel Ceará apresentasse um índice de dívida sobre Ebitda entre 2,0 e 2,5x nos próximos anos. O rating também incorporava a expectativa de que a Enel Américas, controladora da concessionária, possui capacidade para suportar as operações da Enel Ceará.