Subsidiária da Alupar obtém autorização para operar subestação no ES

Investimento no empreendimento, que vai reforçar a segurança elétrica da região sul do estado, totaliza cerca de R$ 156,1 milhões

A Empresa Transmissora Capixaba (ETC), subsidiária da Alupar, obteve na última segunda-feira, 23 de setembro, a autorização para operação comercial da subestação Rio Novo do Sul, no Espírito Santo, arrematado pela empresa no leilão de transmissão realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica em abril de 2016. O investimento no empreendimento totaliza cerca de R$ 156,1 milhões, sendo R$ 143,1 milhões referentes a custos de implantação e R$ 13 milhões relativos às despesas financeiras capitalizadas.

Segundo comunicado divulgado ontem pela Alupar, a relação entre a Receita Anual Permitida e o capex (orçamento para investimento) ficará em aproximadamente 21%, considerando a receita de R$ 32,7 milhões do ciclo 2019-2020.

A implantação da subestação vai reforçar a segurança elétrica da região sul do estado. “A ETC apresenta sinergia com outros dois empreendimentos em implantação pela Alupar (TPE e TCC), que, em conjunto, formarão um importante eixo de transmissão entre o sul da Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo para escoamento da energia dos atuais e futuros empreendimentos de geração eólica do Nordeste”, informou a companhia, que destacou ainda a execução e a entrega da obra no prazo comprometido com o órgão regulador.