Capitalização da Omega será de até R$ 830,8 milhões

Esse é o limite máximo segundo o estatuto da geradora que emitirá mais de 27,5 milhões de ações ao preço de R$ 30 cada

A capitalização da Omega Energia, anunciada na primeira quinzena de setembro, deve alcançar um valor de até R$ 830,8 milhões. Em reunião o conselho de administração da empresa aprovou a fixação do preço por ação nesse processo em R$ 30 por unidade. Esse valor foi determinado após a conclusão do procedimento de coleta de intenções de investimentos realizados no Brasil e no exterior.
O aumento do capital social da companhia está dentro do limite do seu capital autorizado nos termos do estatudo da companhia no montante de R$ 830,8 milhões. Esse valor, mediante a emissão de 27.692.308 ações ordinárias. Com isso, o capital social da geradora passará a R$ 2,7 bilhões, divididos em 164.849.307 ações ordinárias. Essa capitalização será feita sem o direito de preferência dos atuais acionistas. Os 35% adicionais que poderiam ser acrescidos ao processo foram descartados pela companhia em acordo com os coordenadores da oferta.
A meta da empresa é alocar os recursos obtidos para a aquisição de ativos de geração de energia operacionais que possam contribuir com a estratégia de crescimento e consolidação da Omega, bem como a condução dos seus negócios ordinários. Se houver sobras os recursos serão destinados à melhoria da liquidez e otimização da estrutura de capital da empresa.