EDP e Santander se juntam para oferecer financiamento para energia solar

Linha de crédito do banco oferece juros a partir de 0,79% e pagamento em até 60 vezes para aquisição de sistemas fotovoltaicos

Os clientes da EDP Smart poderão contar com financiamento do Santander para a aquisição de sistemas solares para autoprodução de energia elétrica. A parceria entre a divisão de soluções em energia da elétrica EDP e o banco foi anunciada na última quarta-feira, 2 de outubro. Com taxas a partir de 0,79% ao mês e prazo de até 60 meses, o financiamento está disponível para consumidores residenciais e pequenos negócios, correntistas do banco ou não, nas áreas de concessão da EDP em São Paulo e no Espírito Santo.

Produzir a própria energia elétrica é permitido no Brasil desde 2012. Esse tipo de cliente recebeu a denominação de “prossumidor”, por gerar e consumir energia ao mesmo tempo. O excedente da produção pode ser injetado na rede elétrica da distribuída local, o que gera créditos na conta de luz.  Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), existem 113,2 mil usinas em operação, somando 1.374 MW de potencia instalada.

No site edpsmart.com.br/residencias/solar, um simulador aponta a economia mensal estimada com o sistema solar, o número de módulos necessários para atender o consumo de energia do cliente, além do valor e tempo de retorno do investimento. As transações serão 100% digitais. Segundo a EDP, a oferta de crédito poderá ser ampliada para as demais regiões do Brasil, de acordo com a estratégia de expansão da companhia.

A análise de crédito do cliente que solicitar o financiamento do sistema fotovoltaico leva em conta fatores como risco de crédito e o seu relacionamento com o banco. Após a aprovação do financiamento, a EDP envia um técnico até o cliente para estudar o local de implantação e desenvolver o projeto. A instalação é feita em até 30 dias úteis, considerando um projeto residencial de até 12 kWp. A EDP fica responsável pela implantação e operação do sistema, cuja vida útil é de 25 anos.

“O Brasil superou recentemente a marca de 1 GW de capacidade instalada de geração distribuída, dado que reforça a importância do setor para a companhia. Queremos oferecer aos consumidores a possibilidade de adquirir painéis solares com facilidade e rapidez, como a parceria entre EDP Smart e Santander Financiamentos proporciona”, destaca Carlos Andrade, vice-presidente de Estratégia e Novos Negócios da EDP Brasil.

Na avaliação de Karine Bueno, head de Sustentabilidade do Santander Brasil, a parceria tem tudo para ser um divisor de águas no mercado de geração solar distribuída. “Não é de hoje que investimos e fomentamos as energias renováveis, por isso acreditamos que a parceria com uma grande empresa, presente em toda a cadeia de valor do setor elétrico, dará uma nova escala ao segmento”, afirma.

André Novaes, diretor da Santander Financiamentos, acrescenta que o banco tem a ferramenta adequada para atender à demanda com velocidade e qualidade. “As condições oferecidas aos clientes da EDP são especiais, o que torna a instalação um bom negócio para o cliente, com retorno garantido”, pondera André Novaes, diretor da Santander Financiamentos.