RGE aplicará R$ 22,3 milhões em 21 projetos de eficiência energética

Maioria das iniciativas selecionadas são para iluminação pública em 18 cidades gaúchas e atendimento a clientes corporativos; economia energética anual é estimada em 8.313 MWh para a concessionária

A distribuidora RGE selecionou 21 projetos de eficiência energética no âmbito da Chamada Pública de Projetos para 2019. A empresa vai destinar R$ 22,3 milhões para eficientização do consumo de energia elétrica de instituições de ensino superior, hospitais e iluminação pública em 18 cidades gaúchas. A expectativa é de obtenção de economia energética anual de 8.313 MWh junto a concessionária.

Entre as prefeituras contempladas pelos projetos está Vespasiano Corrêa, Lajeado, Arroio do Meio, Estrela, Roca Sales, Muçum, Nonoai, Cachoeira do Sul, Canoas, e Cerro Largo. Também constam o Colégio Martin Luther, Associação Cultural e Beneficente Nova Lourdes, Associação Evangélica de Ensino, Colégio Maria Auxiliadora, Fundação Universidade de Caxias do Sul, Associação Hospitalar Beneficente São Vicente, Associação Antônio Vieira, Associação Notre Dame e Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do RS.

Em todo o Grupo CPFL, os projetos selecionados na Chamada Pública deverão gerar uma economia de 19.678 MWh/ano de energia, equivalente ao consumo anual de, aproximadamente, 8.200 residências. Além de contribuir para reduzir a conta de luz dos clientes contemplados na chamada pública, a iniciativa também contribui para o meio ambiente por evitar uma maior emissão de gás carbônico na atmosfera.

Na avaliação de Felipe Henrique Zaia, gerente de Eficiência Energética da CPFL Energia, o Programa representa grande vantagem para os participantes, visto não só financiar 100% do investimento, mas proporcionar também a redução na conta de luz sem a necessidade de desembolso de recursos próprios. “Além disso, estimula empresas e órgãos públicos a desenvolver uma relação mais consciente com o consumo de energia”, completa o executivo.

As quatro distribuidoras da CPFL realizaram a Chamada Pública em 2019. Ao todo, a CPFL Paulista, CPFL Piratininga, CPFL Santa Cruz e a RGE irão investir aproximadamente R$ 44,2 milhões em 39 projetos nas classes industrial, residencial, comercial, poder público e iluminação pública. Entre as submissões que puderam ser submetidos no âmbito da CP estão a troca de equipamentos por modelos mais eficientes, modernização de sistemas motrizes, instalação de aquecedores solares, colocação de sistemas fotovoltaicos, modernização de sistemas de iluminação e refrigeração, entre outros.