Taesa encerra terceiro trimestre com lucro de R$ 357,8 milhões

Alta é de 21,4% na comparação anual, ebitda caiu 11,3% e índice de alavancagem ficou em 2 vezes

O lucro líquido da Taesa totalizou R$ 357,8 milhões no terceiro trimestre de 2019, alta de 21,4% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando movimentou R$ 294,7 milhões. De acordo com a companhia,  os rendimentos decorrem da evolução dos projetos em construção e da contabilização da margem de reforços, além da redução de 22,6% na despesa financeira líquida aliada a maior rentabilidade das aplicações durante o período. No acumulado do ano, o lucro ficou em R$ 824,8 milhões, crescimento de 2,8% na comparação anual.

Já o resultado ebtida (antes de juros, impostos, depreciação e amortização)  somou R$ 275,2 milhões, apresentando queda de 11,3% ante os R$ 310,1 milhões de 2018, em função principalmente do corte de 50% na RAP de algumas concessões, o que colaborou para uma margem de 82,9% no trimestre. A receita líquida somou R$ 597,7 milhões, crescendo 38,6% frente aos R$ 431,2 milhões do ano anterior. Por sua vez a posição de caixa ficou em aproximadamente R$ 2 bilhões no período, 6,3% menor que o registrado ao fim do trimestre anterior, explicado pelo pagamento de proventos aos acionistas e de juros e amortizações, compensado em parte pela geração de caixa operacional no trimestre.

A dívida líquida encerrou o período em R$ 2,6 bilhões, 4,9% maior que o trimestre anterior. Com isso, o índice de alavancagem medido pela relação entre a dívida líquida ante o ebitda ficou em 2 vezes no período, valor acima da 1,8 vez registrada nos três meses anteriores.