Índigenas discutem impactos de Belo Monte com a AGU

O encontro na Câmara de Conciliação do órgão reuniu representantes de diferentes etnias do Médio Xingu

Representantes de comunidades indígenas de diferentes etnias do Médio Xingu estiveram reunidos nesta quinta-feira (14) com integrantes da Advocacia Geral da União para mais uma rodada de conversas sobre ação civil pública do Ministério Público Federal, relacionada aos impactos da construção da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. O diretor da Câmara de Conciliação da Administração Pública Federal (CCAF), José Roberto Peixoto, disse após o encontro que os indígenas estão dispostos a continuar o diálogo.

Peixoto explicou que a Câmara de Conciliação foi envolvida no processo porque as conversas anteriores entre as partes estavam improdutivas. A reunião de hoje aconteceu em Brasília. “Tivemos a oportunidade de ouvir e compreender melhor os interesses por trás das posições manifestadas nos processos judiciais. Assim, foi possível compreender melhor as reivindicações para permitir a construção de opções que possam atender de forma adequada os interesses de todos os envolvidos”, disse o servidor em nota divulgada pela AGU.