ONS: crescimento da carga cai para 3% em novembro

Previsão de armazenamento máximo dos reservatórios para o final do mês está em 18,3% no Sudeste; 35% no Sul; 32,2%, no Nordeste; e 20,5% do Norte

O Operador Nacional do Sistema (ONS) revisou para baixo a previsão de carga de energia em novembro do Sistema Interligado Nacional. Antes esperada em 70.707 MW médios, a carga agora está estimada em 69.697 MW médios, o que representará um crescimento de 3% na comparação com igual período de 2018. A informação foi divulgada em boletim nesta sexta-feira, 22 de novembro.

As afluências na região Sudeste subiram para 58% da média de longo termo para o mês, ante uma previsão de 55% na semana passada. No Sul, caiu de 108% para 97%. No Nordeste, subiu de 19% para 20%. No Norte, caiu de 63% para 59%.

A previsão de armazenamento máximo dos reservatórios para o final do mês está em 18,3% no Sudeste; 35% no Sul; 32,2%, no Nordeste; e 20,5% do Norte.