Hidrelétrica é liberada para operação comercial no Paraná

Segunda turbina da UHE Tibagi Montante tem 12 MW de potência; Aneel também aprovou testes em eólica na Bahia, PCH no Mato Grosso e UTE no Amazonas

A hidrelétrica de Tibagi Montante recebeu aprovação da Agência Nacional de Energia Elétrica para operar comercialmente sua segunda turbina, de 12 MW de capacidade instalada no município de Tibagi, no Paraná. A usina é operada pela SPE Tibagi Energia.

A Aneel também acatou a solicitação da empresa Carcará Energia e deliberou a operação em regime de testes da central de geração eólica Carcará, com a decisão envolvendo cinco aerogeradores de 2 MW cada, totalizando 10 MW de potência em Pindaí, Bahia.

Já no Mato Grosso, no município de Campos de Júlio, a pequena central hidrelétrica Juí 117 recebeu autorização para testar quatro hidrogeradores de 6,2 MW, perfazendo um total de 25 MW. A PCH é de posse da companhia PCH JUINA S/A.

Outro provimento da Agência foi para a Aggreko Energia, que poderá testar 12 unidades geradoras da termelétrica Maraã – CGA, somando 4,2 MW de capacidade instalada em Maraã, no Amazonas.