CNEN dá autorização para operação permanente de Angra 1

AOP tem validade de cinco anos e Eletronuclear deverá seguir protocolos específicos para área nuclear

A Comissão Nacional de Energia Nuclear publicou resolução258/2019 no Diário Oficial desta segunda-feira, 23 de dezembro, autorizando a Operação Permanente da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto, a usina de Angra 1 (RJ – 640 MW), operada pela Eletronuclear e localizada em Itaorna, em Angra dos Reis. De acordo com a resolução, a AOP foi emitida com base em autorizações anteriores e estava em conformidade com o licenciamento de Instalações Nucleares.

A resolução diz ainda que a AOP terá duração de cinco anos e que ela se aplica apenas a Angra 1, com a Eletronuclear podendo operar a instalação até a potência térmica máxima de 1876 MWt. A CNEN poderá a qualquer momento impor restrições ou penalidades relativas ao valor da potência máxima de operação. A Eletronuclear também vai poder ter posse e usar a qualquer hora material nuclear nas quantidades necessárias para a operação da usina. A estatal da área nuclear deverá ainda manter um programa contínuo de treinamento e retreinamento do pessoal técnico da operação da instalação e o Plano Emergencial Local, entre outros protocolos de segurança e da área nuclear.