Eneva vai emitir R$ 600 milhões em debêntures

Recursos serão utilizados na construção da solução de geração da UTE Jaguatirica II, em Boa Vista (RO)

O conselho de administração da Eneva aprovou na semana passa a 4º emissão de debêntures simples da companhia, cujo objetivo é captar R$ 600 milhões. Os recursos serão utilizados no pagamento de despesas da oferta e, principalmente, na construção da solução de geração da UTE Jaguatirica II. A usina reforçará o abastecimento elétrico do estado de Roraima.

A emissão de 600 mil debêntures poderá ser realizada em até quatro séries, de acordo com a demanda verificada no procedimento de bookbuilding. Os vencimentos da primeira e da segunda séries ocorrerão em 15 de fevereiro de 2030; e da terceira e da quarta, em 15 de fevereiro de 2035.

Segundo a Eneva, a emissão representam cerca de 33% dos recursos necessários para financiar o projeto, orçado em R$ 1,8 bilhão. Segundo a companhia, o empreendimento se encontra em fase de construção, com realização de aproximadamente 28%. Contratualmente, a usina precisa iniciar a operação em junho de 2021. A solução encontrada foi transportar por caminhões o gás natural do campo de Azulão, no Amazonas, até a termelétrica, em Boa Vista (RO). A empresa pretende ter uma frota de 120 caminhões, que diariamente serão utilizados para abastecer a térmica.