Aneel aprova transferências de ativos de transmissão

Engie assumirá o projeto Estado Novo arrematado pela indiana Sterlite e vendido no final de 2019

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou a transferência de controle acionário do projeto Estado Novo que havia sido arrematado pela indiana Sterlite para a Engie Transmissão de Energia, subsidiária da Engie Brasil Energia. A decisão veio publicada na edição desta sexta-feira, 28 de fevereiro, do Diário Oficial da União no Despacho no. 559. A venda foi anunciada pelas partes em 26 de dezembro do ano passado pelo valor de R$ 410 milhões. O empreendimento possui 1,8 mil quilômetros de linha de transmissão na região Norte do país.
Nessa mesma edição, a Aneel anuiu previamente à transferência de controle societário direto da Chimarrão Transmissora de Energia, atualmente compartilhado entre Cymi Construções e Participações e FIP Brookfield, que passará a ser compartilhado por Cymi, Cobra Brasil Serviços, Comunicações e Energia e o FIP Brookfield. O empreendimento foi leiloado em dezembro de 2018 exigindo investimento total estimado à época de R$ 2,24 bilhões para ser viabilizado. Este é o primeiro trecho do lote A de 2014 que era da Eletrosul e teve a caducidade da concessão decretada pela Aneel e é composto pro duas subestações e 1,2 mil quilômetros de linhas de transmissão. A decisão da Aneel veio por meio do Despacho no. 536.