Petrobras reduz contrato de gás com a Bolívia

Aditivo prevê que a estatal tem a obrigação de receber 20 MM m³ de gás ao dia ante os 30 MM anteriores, a diferença poderá ser negociada diretamente no Brasil

A Petrobras celebrou novo aditivo ao contrato de suprimento de gás natural com a Yacimientos Petrolíferos Fiscales (YPFB). O aditivo assinado nesta sexta-feira, 06 de março, se refere ao volume de gás contratado em 1999, no início da operação do gasoduto Bolívia-Brasil, e que ainda não foi retirado pela Petrobras.
De acordo com comunicado da estatal brasileira, este aditivo prevê a redução da obrigação de fornecimento da YPFB para a Petrobras do volume atual de 30,08 milhões m³/dia para 20 milhões m³/dia, permitindo que o excedente de volume de gás natural possa ser comercializado diretamente pela YPFB com outros agentes do mercado no Brasil. Com isso a empresa conclui mais uma etapa do Termo de Cessação de Conduta (TCC) assinado com o CADE.