Aceleração de investimentos é saída contra crise, diz CEO da Iberdrola

Em evento com acionistas, Ignácio Galán acena com € 10 bilhões em investimentos e cinco mil novas contratações

A espanhola Iberdrola aposta na aceleração dos investimentos como medida para restabelecer a atividade econômica trazida pela pandemia de Covid-19. A empresa realizou nesta quinta-feira, 2 de abril, em Bilbao, na Espanha, a Junta dos Acionistas de 2020, reunião em que ela apresenta seus resultados financeiros e anuncia as suas diretrizes. De acordo com o presidente da Iberdrola, Ignácio Galán, uma vez terminada a pandemia e com os devidos cuidados de saúde e segurança tomados, esse será o melhor e único jeito para sair do cenário de crise e incerteza que o corona vírus trouxe ao mundo.

“Pretendemos que até 2020 os investimentos ultrapassem o recorde já registrado no ano passado, atingindo € 10 bilhões”, afirma. Ainda de acordo com ele, esse esforço vai permitir que pelo menos metade dos 9.000 MW de nova capacidade atualmente em construção entre em operação durante esse ano. Em 2019, os investimentos ficaram em € 8,15 bilhões.

Galán também sinalizou com cinco mil novas contratações em 2020, ultrapassando a marca de 3.500 novos trabalhadores em 2019. “Ultrapassaremos os 40 mil funcionários”, avisa. No Brasil, a Iberdrola atua na distribuição, geração, transmissão e comercialização por meio da Neoenergia. Na distribuição, ela controla a Elektro (SP), Coelba (BA), Cosern (RN) e Celpe (PE), enquanto na geração ela é acionista de empreendimentos como as UHEs Belo Monte, Teles Pires e Baixo Iguaçu. Nos últimos anos, ela tem se destacado nos leilões de eólicas e de transmissão. Nesse segmento, o presidente da Iberdrola prometeu implantar nos próximos anos mais cinco mil quilômetros em LTs no Brasil.

Durante a apresentação, o executivo continuou com sua mensagem de otimismo. Segundo ele, a empresa vai prosseguir a avançar com a total convicção de que o mundo vai sair dessa situação e que novas infraestruturas serão absolutamente necessárias. Junto com os investimentos, ele também anunciou um plano de compra para toda a cadeia de suprimentos, com pedidos de €3,8 bilhões. de modo que os acordos em curso para entrega até 2023 passam de € 20 bilhões.

A Iberdrola está investindo € 25 milhões na aquisição de material sanitário e de prevenção à Covid-19 . Mais de 90% do pessoal administrativo está em trabalho remoto e houve reforço da proteção o pessoal de campo nas usinas, LTs e distribuição. “O plano integral está nos permitindo garantir a continuidade do fornecimento elétrico à toda a população”, relata o CEO da empresa.