Energisa Acre tem repasse antecipado para conectar sistemas isolados ao SIN

MME divulga portaria que determina uso dos recursos advindos da Conta de Consumo de Combustíveis para implantação das obras de distribuição necessárias para integração de sistemas isolados no estado

O Ministério de Minas e Energia determinou nessa segunda-feira, 4 de maio, a execução das obras de distribuição na área de concessão da Energisa Acre necessárias a interligação de Sistemas Isolados ao Sistema Interligado Nacional – SIN, imputando à distribuidora a antecipação dos recursos decorrentes de sub-rogação da Conta de Consumo de Combustíveis – CCC, conforme regulação da Aneel. A informação foi publicada no Diário Oficial da União, por meio da Portaria nº 204.

As obras para conexão dos municípios Assis Brasil, Manoel Urbano, Feijó, Tarauacá, Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves ao SIN incluem a construção de 264 quilômetros de linhas de transmissão e distribuição, além de cinco novas subestações, que serão divididas em dois blocos.

A previsão de conclusão para os trabalhos em Assis Brasil e Manoel Urbano, com o desligamento de duas térmicas e integração da rede é para esse ano, segundo projeção da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Já a Energisa calcula uma redução superior a R$ 183,4 milhões ao ano na CCC com a desativação das UTEs.