Eletrosul avança com ampliação de três subestações em junho

Companhia trabalha para energizar as SEs Blumenau (SC), Farroupilha (RS) e Londrina (PR), reforçando o sistema elétrico em toda região Sul

Em meio à pandemia e restrições de convivência social, a CGT Eletrosul segue avançando com três obras de transmissão para reforçar o sistema elétrico do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, prevendo a energização das ampliações das subestações Farroupilha, Blumenau e Londrina para o mês de junho. As obras foram iniciadas no ano passado pelo Departamento de Engenharia do Sistema Sul.

Em Blumenau restam apenas a fase de finalização de testes dos reatores e comissionamento de proteção do novo vão da unidade, além da conexão física com os barramentos. O projeto consiste na implantação do segundo banco de reatores de barra 525 kV (três de 50 MVAr), no intuito de evitar sobretensões nos sistemas em regime normal.

Na SE Farroupilha as etapas de montagem elétrica estão praticamente concluídas e as atividades em campo estão restritas à finalização de montagem e comissionamento do autotransformador trifásico instalado e ao lançamento do cabo isolado em 69 kV, que fará nessa semana a interligação do pátio de 230 kV, da CGT Eletrosul, com o de 69 kV da CEEE-GT.

A ampliação abrange a instalação de um autotransformador trifásico que aumentará a capacidade da unidade de 176 MVA para 264 MVA, e de seus respectivos módulos de conexão, no arranjo barra dupla a cinco chaves em 230 kV e barra simples em 69 kV, com adequação da infraestrutura geral da subestação.

No empreendimento em Londrina, todos os sete reatores foram entregues e estão em fase de montagem eletromecânica. As últimas atividades concentram-se na finalização dos módulos de conexão em 525 kV e das montagens elétricas, além da realização dos testes de comissionamento de proteção e controle.

A ampliação abarca a implantação do primeiro e segundo bancos de reatores de barra 525 kV, com instalação de sete reatores de 50 MVAr cada (incluindo unidade reserva) e seus respectivos módulos de conexão. Essa deve ser a última das três obras a serem finalizadas, no final do mês.