PMO: afluência no Sudeste é estimada em 73% em agosto

Carga nacional de energia aponta para crescimento de 1,3% em relação a 2019

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apresentou nesta sexta-feira, 31 de julho, as estimativas de Energias Naturais Afluentes (ENAs) para o mês de agosto. A expectativa é de 73% da Média de Longo Termo (MLT) para o Sudeste; 70% no sul; 66% no Nordeste; e 87% no Norte.

Os reservatórios terminaram julho com 47,9% de capacidade no Sudeste; 59,1%, no Sul; 81,7%, no Nordeste; e 80,5%, no Norte. A expectativa é chegar ao fim de agosto com 43,2% no Sudeste; 45,2% no Sul; 68,6%, no Nordeste; e 69,3%, no Norte.

A carga estimada para o Sistema Interligado Nacional (SIN) em agosto é de 64.825 MW médios. Caso essa previsão se confirme, o resultado apresentará um crescimento de 1,3% na comparação com agosto de 2019, reforçando os sinais de retomada do consumo de energia após o período de maior isolamento social no Brasil por conta da pandemia do Covid-19.

O Custo Marginal da Operação (CMO) para a primeira semana de agosto, na média semanal, ficou em R$ 90,75/MWh nos subsistemas Sudeste/Centro-Oeste e Sul; R$ 64,37/MWh no Nordeste e R$ 88,94/MWh no Norte.