Armazenamento alcançou melhores níveis em julho, diz CMSE

Exceção foi a Região Sul, que se recupera de uma crise hídrica

O armazenamento dos reservatórios equivalentes do Sistema Interligado chegou ao final de julho com níveis maiores que os verificados nos últimos anos nas regiões Sudeste/Centro-Oeste (48,2%), Nordeste (81,9%) e Norte (80,3%), informou o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico, após a reunião desta quarta-feira, 5 de agosto. Até o fim deste mês os níveis devem atingir 43,2% (SE/CO), 68,6% (NE) e 69,3% (N); enquanto no Sul o armazenamento vai passar de 58,4% em julho para 45,2%.

Marcada por uma crise hídrica que levou ao desligamento de várias usinas hidrelétricas nos últimos meses, a Região Sul registrou no mês passado os maiores volumes de chuvas, com destaque para as bacias dos rios Uruguai e Jacuí. Nas demais regiões, as precipitações não alcançaram valores significativos em razão do período seco, e a Energia Natural Afluente bruta ficou na média.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico destacou em apresentação o aumento de aproximadamente 2,7% na carga do SIN em relação a junho e de 0,8% comparado a julho de 2019. A tendência de crescimento, segundo nota do CMSE, tende a se manter com o retorno gradual das atividades econômicas.