Mercado livre de energia passa de 10 mil agentes, afirma CCEE

Entidade registrou crescimento de 11% no seu quadro de associados desde julho de 2019

Mais de 10 mil agentes já participam do mercado de comercialização de energia elétrica no Brasil e estão habilitados a negociar na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. A marca foi alcançada em julho, quando a organização contabilizou 10.036 empresas e consumidores registrados, cerca de 11% a mais do que no mesmo mês do ano passado.

Segundo levantamento da entidade, o acumulado do ano até julho teve a adesão de 1.165 agentes, média mensal de 166 registros contra 134 verificadas nos sete primeiros meses do ano passado. Além disso, existem outros 1.043 pedidos em andamento, o que representa alta de 83% dos processos ante julho de 2019.

 

O maior volume dos pedidos é formado por consumidores livres e especiais, somando 7.947 participantes das classes de consumo ao fim do último mês, quase 80% do total de agentes habilitados na CCEE. Na comparação com o mesmo período de 2019, houve acréscimo de 22,4% da categoria.

Do total de agentes que aderiram ao mercado livre com cargas novas em julho, 126 possuem até 1 MW. Outros dez estão entre 1 MW e 1,99 MW e 11 adesões têm carga superior a 2 MW. O ramo de Serviços foi o que registrou o maior percentual de adesões, com 36%, seguido pelo de manufaturados diversos, com 34%.