Aneel revisa CVUs das UTEs Norte Fluminense e Cuiabá

Valores foram definidos respectivamente em R$ 397,91/MWh para o quarto patamar da usina e em R$ 309,71/MWh para a térmica no Mato Grosso

A Aneel aceitou o pedido da UTE Norte Fluminense e revisou o valor do Custo Variável Unitário de julho e agosto de 2020. O Operador Nacional do Sistema Elétrico e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica deverão aplicar os novos valores de julho para os patamares 1, 2 e 3, nos montantes de R$ 79,32/MWh, R$ 90,39/MWh e R$ 172,92/MWh, e de agosto para o patamar 4, fixado em R$ 397,91/ MWh, a partir da primeira revisão do Programa Mensal de Operação.

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União da última quarta-feira, 26 de agosto, por meio do despacho nº 2.465. Outra deliberação do regulador no dia foi para a Âmbar Energia, com vistas à operação da térmica Cuiabá, que teve o CVU definido em R$ 309,71/MWh incluindo os custos e de R$ 253,70/MWh sem a incidência, com o montante de geração necessário à recuperação dos custos fixos ficando em 840.960 MWh, informa o despacho nº 2.467.