Ampliação de SE é entregue com 15 meses de antecipação no MT

Conclusão do projeto Nova Sinop garantiu R$ 27 milhões antecipados a empresa controlada pela Copel e State Grid

A Matrinchã Transmissora de Energia, companhia formada por uma parceria entre a Copel e a State Grid, concluiu nesta semana as obras de reforço no sistema de transmissão de energia elétrica do Mato Grosso. O empreendimento foi concluído quinze meses antes do prazo estabelecido pela Aneel, garantindo uma antecipação de receita de R$ 27,2 milhões para a empresa, informou a estatal paranaense nesta sexta-feira, 28 de agosto.

Com investimentos da ordem de R$ 130 milhões, o projeto incluiu a instalação de quatro novos autotransformadores na subestação Sinop, cada um com 133 MVA de potência, ampliando a potência total de transformação de 300 MVA para 532 MVA. Também foi construída uma nova linha de 25 quilômetros funcionando como um ramal de conexão de Sinop com as SEs Cláudia e Paranatinga.

Segundo o comunicado, as obras reforçaram de forma significativa a rede de transmissão responsável pelo escoamento da energia gerada nas usinas hidrelétricas do rio Teles Pires para o Sistema Interligado Nacional (SIN).

“O projeto Nova Sinop é muito importante para o fornecimento de energia ao norte de Mato Grosso e sul do Pará, regiões em franco desenvolvimento e que necessitam de energia confiável para a atração de novas indústrias que irão gerar empregos e renda”, complementa o Diretor Técnico e de Meio Ambiente da Matrinchã, Carlos Eduardo Moscalewsky.

Toda a atividade de planejamento da obra, análise de projeto, fiscalização e comissionamento esteve a cargo de equipe que já é responsável pela operação e manutenção de outros empreendimentos em Mato Grosso, permitindo que os custos com a obra ficassem 20% menores que o previsto inicialmente pela Aneel.