EDP Ventures investe R$ 3 mi em startup baiana

Clarke Energia é uma gestora digital que orienta empresas a reduzir custos com energia elétrica por meio de migrações de tarifa, soluções de eficiência e entrada no mercado livre

A EDP Ventures Brasil participou da rodada de R$ 3 milhões liderada pela empresa Canary na Clarke Energia. A startup, criada em dezembro de 2019 na Bahia, orienta empresas a economizar na conta de energia por meio de estudos tarifários, eficiência energética, monitoramento de consumo ou compra de energia no mercado livre.

Segundo a apresentação, a Clarke proporciona, em média, uma redução de 10% a 20% na conta mensal de luz identificando ineficiências tarifárias e apresentando soluções. A startup também simula a economia em caso de migração para a modalidade de Tarifa Branca e orienta sobre eficiência das operações corporativas.

O Vice-Presidente de Estratégia, Inovação e Novos Negócios da EDP Brasil, Carlos Andrade, afirmou que o trabalho da startup tem grande importância para médias e pequenas empresas e que os serviços oferecidos têm sinergia com algumas áreas da operação da EDP, como a comercialização e serviços de energia.

“Como Corporate Venture Capital, nosso objetivo é apoiar as startups do nosso portfólio com know how do mercado de energia e o suporte das nossas Unidades de Negócio, para que possam escalar rapidamente”, destaca

Além da Clarke, já receberam investimentos no Brasil as startups Voltbras, Colab, Dom Rock, Delfos e Fractal Engenharia e Sistemas. Desde 2008, os veículos de Venture Capital do Grupo EDP aplicaram globalmente 38 milhões de euros em 33 projetos.