GreenYellow fecha dois acordos que somam aportes de R$ 62 mi

Empresa atenderá a clientes no segmento de varejo e telecom por meio de sete usinas solares espalhadas pelo Sul, Sudeste e Centro-Oeste

A GreenYellow fechou dois contratos para projetos de energia solar cujos projetos somam 19,3 MW de capacidade instalada e investimentos de R$ 62 milhões para empresas do ramo de telecomunicações e varejo. Além das usinas, o escopo dos acordos envolvem serviços fornecidos pela empresa de origem francesa.
Um dos acordo foi feito com a varejista Magalu, que contará com recursos vindos de três usinas fotovoltaicas, localizadas nos estados de São Paulo e Paraná. O investimento realizado pela multinacional francesa é de aproximadamente R$ 18 milhões. O acordo envolve ainda a operação, manutenção das usinas, bem como o monitoramento desse recurso.

O contrato funciona dentro do modelo de aluguel, prevê a entrega de 9.307,1 MWh por ano, que serão direcionados para abastecer a rede de lojas da varejista. Juntas as usinas envolvidas possuem 4,9 MWp de potência instalada.

Os demais R$ 44 milhões de investimento da multinacional serão destinados a usinas que atenderão a Oi. A meta da empresa é o de diminuir os custos e usar a energia de maneira mais sustentável.

O contrato inclui aluguel de usinas fotovoltaicas e ações de eficiência energética. O foco nesse último escopo está nas melhorias que visam alcançar redução no consumo e que podem chegar a mais de 50% em diversos escritórios. Até o momento, reportou a GreenYellow, já foram entregues quatro prédios no estado de Goiás.
Em paralelo, as empresas fecharam um negócio de geração distribuída por meio de quatro usinas, localizadas nos estados de Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso. Ao todo, a operadora contará com 14,44 MWp de capacidade instalada, responsáveis por gerar 21,2 GWh por ano, que deverão ser destinados a abastecer um contingente de ERBs (estação rádio base) da Oi.