Apagão no Amapá deve durar pelo menos mais um dia

Expectativa é de que o transformador que vai restabelecer até 70% da carga de Macapá entre em operação nesta sexta-feira, 6

Depois da anunciar um esforço para restabelecer ainda nesta quinta-feira (5) entre 60% e 70% da carga de Macapá, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, admitiu em entrevista no inicio da noite que o sistema começará a ser religado na sexta-feira, 6 de novembro. A retomada parcial depende da conclusão de reparos que estão sendo feitos no terceiro transformador da subestação Macapá, que só poderá entrar em operação após a descontaminação de 45 mil litros de óleo usados no equipamento.

Albuquerque reforçou que o restabelecimento das condições normais de operação no Amapá pode levar até 30 dias. O estado foi desconectado do Sistema Interligado Nacional na última terça-feira (3), com a explosão seguida de incêndio do primeiro transformador da SE Macapá. No acidente, o segundo transformador também foi avariado e ficou fora de operação, enquanto o terceiro estava desligado para manutenção desde o ano passado.

O desligamento afetou 14 municípios e atingiu 85% da população do estado, que tem cerca de 900 mil habitantes. A capital Macapá, que tem uma carga de 240 MW, está recebendo apenas 40 MW da usina hidrelétrica de Coaracy Nunes.

Para restabelecer o sistema, o trabalho dos técnicos foi concentrado na recuperação do transformador número 3, que passou por reparos na bucha no dia de hoje, mas não pode entrar em operação devido à contaminação do óleo. O tratamento do produto é feito com máquinas especiais que, segundo o ministro, serão transportadas ainda durante a noite para o estado em uma avião da Força Aérea, para que o serviço seja concluído amanhã.

O primeiro transformador da subestação será substituído em até 15 dias por um equipamento disponível no município de Laranjal, a 300 km de Macapá. O segundo, por um transformador da Eletronorte que será transportado de Boa Vista, em Roraima, e terá a instalação concluída em 30 dias.

Uma portaria do MME vai autorizar a Eletronorte a realizar a contratação de geração térmica por meio de equipamentos a diesel. Os geradores de menor porte serão transportados pela FAB e os de grande porte virão de balsa de Manaus (AM) para a cidade de Santana. Essa medida vai assegurar o atendimento de Macapá nos próximos dias.

Racionamento

Questionado se haveria algum tipo de racionamento, o ministro respondeu que o assunto está sendo tratado pelo governo estadual e pela Companhia de Eletricidade do Amapá. Ele lembrou que o Operador Nacional do Sistema Elétrico já abriu investigação para apurar responsabilidades pela ocorrência, e prazo inicial de 30 dias para encaminhar relatório com as conclusões à Agência Nacional de Energia Elétrica. Os resultados serão apresentados também ao Comitê de Crise criado pelo MME. Albuquerque destacou ainda que a manutenção dos transformadores cabe à concessionária Linhas de Macapá Transmissora de Energia.