Brookfield Energia agora é Elera Renováveis

Empresa mantém foco em empreendimentos renováveis e deve investir mais de R$ 4 bilhões até 2023

A Brookfield Energia Renovável, uma das maiores empresas do setor no país, agora se chama Elera Renováveis. A mudança de nome chega em um momento de forte expansão e propício para o anúncio, já que este ano fez três grandes aquisições, incluindo o Complexo Solar Janaúba, de 1,2 GW, se consolidando como um dos grandes players do mercado brasileiro. A expectativa é que até 2023 sejam investidos mais de R$ 4 bilhões, impulsionados pelas oportunidades de crescimento no país. “Nada melhor do que aproveitar esse momento positivo para lançar a nossa nova marca, que nos aproxima ainda mais da nossa atuação em energias limpas e renováveis, sem perder a solidez, experiência e valores da Brookfield Energia”, afirma Fernando Mano, CEO da empresa.

O novo momento não é classificado como uma simples mudança, mas sim como uma evolução para estar ainda mais próxima e agregar mais valor aos seus clientes, funcionários e parceiros.

A Brookfield Energia Renovável, agora Elera Renováveis, sempre esteve voltada para o crescimento sustentável e para novas tecnologias. A mudança de nome não acarretará nenhuma alteração nas diretrizes em relação à matriz canadense. A empresa continua a ser parte da Brookfield Renewable. “Nosso objetivo continua ser uma das maiores empresas de energia 100% renovável no Brasil”, explica Mano.

Este ano, a empresa comprou novos projetos solares e já iniciou a construção de um destes: o parque solar Alex, de 360 MW. Em breve mais dois, Janaúba, de 1,2 GW, e Aratinga, de 180 MW, devem entrar em construção, totalizando um acréscimo de 1,7 GW de capacidade instalada nos próximos três anos. “Com os novos projetos de crescimento, nos tornaremos uma empresa ainda maior, mais diversificada em termos de fontes de geração, 100% focada em energias renováveis e cada vez mais eficiente”, observa.

O grupo do qual a Elera faz parte, a Brookfield Asset Management, está presente no Brasil há mais de 100 anos. Atualmente, na área de renováveis, possui 1,6 GW de capacidade instalada e 66 ativos renováveis. O Brasil é a base de atuação de empresa na América Latina. Com a expansão recente concentrada em eólicas e solares, as oportunidades em energia renovável no Brasil continuam sendo uma prioridade da Elera. Além de eólicas, solares e hídricas, a empresa avalia oportunidades de negócios em geração distribuída e armazenamento de energia por baterias.

De acordo com Fernando Mano, o foco nos clientes continua sendo um dos principais pilares da empresa. Uma agenda de encontros com clientes, lideranças e autoridades foi organizada para apresentar a nova marca. “Temos a oportunidade única de nos aproximar e fortalecer ainda mais as parcerias sólidas que construímos ao longo de décadas”, conta Mano, que chegou em maio deste ano para ser o CEO e já ocupou cargos de direção em outras grandes empresas do setor, como a CPFL Renováveis.

A temática do ESG também tem recebido atenção especial. Nos últimos 12 anos, a Elera apoiou 310 projetos socioambientais no entorno das comunidades onde atua. A empresa tem investido em temas como proteção ambiental, diversidade e valorização da mão de obra local. “Para os próximos anos, seguimos com o compromisso de fortalecer as premissas de ESG em projetos de construção e operação”, afirma o executivo.

Apoiada pelos pilares da sustentabilidade, solidez, excelência e integridade, a Elera mostra que continuará investindo no país, focando na geração de valor para os clientes e pensando sempre no desenvolvimento sustentável das localidades onde está presente.

Assista abaixo o filme que lança esta nova fase da marca:

(Nota da Redação: Conteúdo Patrocinado produzido pela empresa)