Total Eren acerta financiamento para eólicas no RN

BNB vai conceder crédito de R$ 423 milhões para EOLs Terra Santa e Maral

A Total Eren, braço de energia renovável da petroleira francesa Total, divulgou que finalizou o processo de financiamento de R$ 423 milhões para seus parques eólicos em construção no Rio Grande do Norte, que somam 160 MW. As EOLs Terra Santa (92,3 MW) e Maral (67,5 MW) possuem acordos privados de 20 anos para fornecimento de energia e seus comissionamentos são esperados para o meio do ano de 2021. A Total Eren tem ainda três projetos solares em operação no Brasil: Dracena (90 MWp), BJL 11 (25 MWp) e BJL 4 (25 MWp).

O Banco do Nordeste atuou como o único credor da transação. As cartas de fiança foram negociadas na modalidade non-recourse/com recursos limitados, com três bancos comerciais atuantes no Brasil, Sumitomo Mitsui Banking, Banco do Brasil e Santander. O custo total dos investimentos chega a R$ 825 milhões ou US$ 148 milhões. As eólicas devem gerar cerca de 900 vagas de emprego durante a fase de construção e outras 16 após a operação.

Laurence Juin, Diretor Financeiro da Total Eren, se mostra satisfeito com a obtenção do financiamento e acredita que a empresa é capaz de ampliar a sua participação no Brasil e alavancar o desenvolvimento de projetos no país nos próximos anos. De acordo com Pierre-Emmanuel Moussafir, Diretor-Geral da Total Eren Brasil, o financiamento confirma a parceria já estabelecida entre a Total Eren e o BNB desde os projetos solares BJL 11 e BJL 4, que foram financiados pelo banco BNB. Moussafir ressaltou também a capacidade da empresa em fechar o acordo em um período considerado complicado e espera que isso possa se repetir em projetos futuros.

Além dos 300 MW em operação ou em construção no Brasil, a Total Eren possui 190 MWp de solar em construção no Chile e outros 180 MW de solar e eólica em operação ou em construção na Argentina.