INB finaliza produção para recarga de Angra 1 em fevereiro

Empresa também anunciou que irá iniciar produção de 52 elementos em janeiro para a 17ª recarga de Angra 2

A Indústrias Nucleares do Brasil (INB) finalizou na última semana a produção dos 44 elementos combustíveis para a 26ª recarga da central nuclear de Angra 1 (RJ). A previsão de transporte para a usina é fevereiro. Ao mesmo tempo, a empresa se prepara para iniciar em janeiro a produção de 52 elementos para a 17ª recarga de Angra 2.

Segundo a companhia, a produção para reabastecimento de Angra 1 seguiu normalmente os prazos apesar da pandemia. O objetivo é de encerrar o processo antes do final do ano e utilizar a suplementação orçamentária recebida em 2020 para acelerar o faturamento. Vale lembrar que em abril deste ano, a INB concluiu a 16ª Recarga de Angra 2.

A recarga é o processo de reabastecimento de uma usina nuclear por meio da substituição de elementos combustíveis descarregados por novos. Estes elementos são estruturas metálicas, com até 5 metros de altura, formadas por um conjunto de tubos, chamados de varetas, que recebem as pastilhas de urânio enriquecido que depois são transportadas até as usinas.