EDP tem meta de redução de CO2 aprovada pela iniciativa Science Based Targets

Companhia assumiu o compromisso de reduzir em 85% a liberação de gases relacionados ao efeito estufa

A EDP teve sua meta de redução de emissões de CO2 aprovada pela iniciativa internacional Science Based Targets (SBTi), entidade que mobiliza empresas a assumirem compromissos de diminuição da liberação e de gases relacionados ao efeito estufa de forma baseada na ciência. A empresa assumiu publicamente o compromisso de, até 2032, reduzir em 85% a intensidade de suas emissões face a 2017, deixando de produzir aproximadamente 8 milhões de toneladas desses gases em termos absolutos até o final do período.

As metas da EDP passaram por um processo de validação pela iniciativa Science Based Targets, composta pelas entidades internacionais Carbon Disclosure Project (CDP), Pacto Global das Nações Unidas, World Resources Institute (WRI) e World Wildlife Fund (WWF). Segundo a empresa, esses compromissos foram estabelecidos dentro de parâmetros científicos, de forma a efetivamente detalhar quanto e em que velocidade a companhia deve reduzir suas emissões para contribuir para limitar o aumento da temperatura global, de acordo com o compromisso estabelecido no Acordo de Paris.

Para atingir o resultado esperado, a EDP se comprometeu a realizar algumas ações, como: possuir uma matriz de geração energética 100% renovável; eletrificar toda a sua frota de veículos leves no Brasil; fomentar a compra e venda de energia renovável em seu portfólio e por último, reduzir perdas técnicas e comercias na distribuição.