CCEE: Mercado Livre segue crescendo com migração de empresas

Ao todo, 172 empresas ingressaram no Ambiente de Contratação Livre

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica voltou a registrar crescimento no mercado livre de energia. Após terminar o ano de 2020 com média de 145 adesões de consumidores por mês, em janeiro de 2021 foram registradas 157 migrações de consumidores especiais e 15 de consumidores livres. Ao todo, 172 empresas ingressaram no Ambiente de Contratação Livre – ACL.

Mantendo a tendência dos últimos meses, de entrada de empresas com consumo cada vez menor, 81% das adesões foram de agentes com cargas de até 1 MW. Outros 12 consumidores com demanda entre 1 MW e 1,5MW aderiram. Apenas 16 apresentaram requisito acima de 1,5 MW, caracterizados como consumidores livres. Completando a lista, cinco adesões foram vinculadas a desligamento com sucessão.

Segundo a CCEE, com adesão de seis empresas, o primeiro mês de 2021 também foi marcado pelo aumento no número de comercializadoras, que alcançou a marca de 402 associados. Em janeiro, ocorreu ainda a habilitação de um varejista (Votener), totalizando 27.

(Gráfico/CCEE)

A CCEE informou ainda que terminou o mês de janeiro com 10.897 agentes, sendo que 80% destes associados são consumidores: 7.686 especiais, ou seja, com demanda entre 0,5 MW e 1,5 MW (70,5%), e 1.049 livres, que possuem consumo acima de 1,5 MW (9,6%). Na geração de energia, há 1.591 produtores independentes (14,6%), 77 autoprodutores (0,7%) e 42 geradores a título de serviço público (0,4%). Por fim, há 402 comercializadoras (3,7%) e 50 distribuidoras associadas (0,5%).

(Gráfico/CCEE)