ONS: demanda aumentou 1,9% em janeiro

No acumulado de 12 meses, há variação negativa de 1,1%

O monitoramento do Sistema Interligado Nacional aponta que em janeiro a demanda por energia bateu a marca de 1,9% de crescimento, se comparado com o mesmo mês de 2020. Com relação a dezembro, houve uma aceleração de 2%. No total acumulado dos últimos 12 meses, a carga registrou uma variação negativa de 1,1% em relação ao mesmo período anterior. As informações estão no boletim mensal de carga do Operador Nacional do Sistema Elétrico.

As temperaturas elevadas e a manutenção da expansão da produção industrial explicam o desempenho da carga no mês. Em janeiro, foi observada elevada temperatura durante praticamente todos os dias, provocando o uso intensivo de ar-condicionado principalmente nas regiões do Rio de Janeiro e São Paulo. Esses fatores foram compensados pelo menor número de dias úteis e o impacto provocado pelo avanço dos casos de Covid-19, ocasionando o retorno de medidas restritivas com reflexo nas atividades econômicas durante o período.

O relatório ainda traz dados consolidados e as variações nas quatro regiões. O subsistema Sudeste/Centro-Oeste, se comparado com janeiro de 2020, se destacou e apresentou maior consumo, tendo registrado 3,3% de crescimento ou 42.135 MW med. Em seguida, a região Norte com aumento de 1,8% ou 5.577 MW med e o Sul, com 0,4 % ou 12.978 MW med. A região Nordeste foi a única que apresentou regressão no período, com demanda 1,1% menor ou 11.322 MW med.