Amazonas GT é multada em R$ 107 mil

Penalidade foi aplicada por descumprimento do prazo de elaboração do plano de segurança de barragens de Balbina

A diretoria da Aneel decidiu reduzir de R$ 126,7 mil para R$ 107,2 mil o valor de multa aplicada à Amazonas Geração e Transmissão por descumprimento do prazo máximo de elaboração do Plano de Segurança de Barragem da hidrelétrica Balbina. A penalidade foi aplicada em 2018 e refere-se ao plano que deveria ter sido o qual deveria ter sido elaborado e enviado pela empresa até 21 de dezembro de 2017

A Amazonas foi multada inicialmente em R$ 87,5 mil, mas o valor foi aumentado pela fiscalização, que considerou no cálculo do faturamento da empresa apenas usinas em operação. Isso aumentou a participação percentual da UHE Balbina de 20,68% para 29,95%. A própria fiscalização recomendou a redução do valor da multa, que foi julgada em ultima instancia pela diretoria.