Angra 3 receberá os dois últimos acumuladores da Nuclep

Os acumuladores são utilizados para fazer o resfriamento do sistema primário, onde fica o reator

Acontecerá na próxima sexta-feira, 19 de março, a solenidade para realizar a entrega dos dois últimos acumuladores da usina nuclear Angra 3. O evento, que contará com a presença do MME e da Nuclep (Nuclebrás Equipamentos Pesados), fabricante do equipamento, será realizado no parque fabril da companhia, em Itaguaí (RJ). Na ocasião, a Nuclep também irá inaugurar uma linha de produção de torres de transmissão de energia.

Estarão presentes na cerimônia o presidente da República, Jair Bolsonaro; o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque; e o governador em exercício do estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro. Além disso, participarão também o presidente da Nuclep, Carlos Henrique Seixas, juntamente com os demais diretores da empresa, e o presidente da Eletronuclear, Leonam dos Santos Guimarães.

Os acumuladores de Angra 3 são tanques com 14,2 metros de comprimento e 22 toneladas, utilizados para fazer o resfriamento do sistema primário, onde fica o reator. Por isso, são estratégicos para garantir a segurança de uma usina nuclear.

Com isso, Angra 3 terá, no total, oito acumuladores. Todos foram produzidos pela Nuclep, assim como os demais grandes equipamentos da usina, incluindo o vaso de pressão do reator, os geradores de vapor, os condensadores e o pressurizador.

Quando entrar em operação, Angra 3, com potência de 1.405 MW, terá capacidade de gerar mais de 12 milhões de Mwh por ano, energia suficiente para abastecer as cidades de Brasília e Belo Horizonte durante o período. Com a usina em funcionamento, a central nuclear de Angra produzirá energia equivalente a 60% do consumo do estado do Rio de Janeiro. As obras da unidade estão previstas para serem reiniciadas em outubro, com conclusão estimada para 2026.