Albion e Órigo Energia fecham primeiro FIDC verde

Green FIDC Solar GD tem R$ 201,5 milhões de valor. Desmembramento do fundo também originou primeiro CRI verde

A Albion e a Órigo Energia anunciaram o fechamento do Green FIDC Solar GD, o primeiro FIDC emitido como título climático no Brasil, no valor de US$ 35,8 milhões ou R$ 201,5 milhões. O anúncio vem duas semanas após o fechamento do primeiro Green CRI do Brasil, um desmembramento do Green FIDC, que garantiu US$ 14,3 milhões. Juntos, os dois veículos desenvolvidos pela Albion Capital para financiar a expansão de Órigo em geração distribuída solar arrecadaram US$ 50 milhões.

O Green FIDC Solar GD e o Green CRI Órigo são, cada um, os primeiros do seu tipo de título a serem certificados em títulos climáticos para o mercado brasileiro. A certificação é tratada pelos rigorosos padrões globais da Climate Bonds Initiative. Justine Leigh-Bell, Vice-CEO da Climate Bonds Initiative, observou que a emissão do Green FIDC da Albion Capital representa outro marco relevante na expansão do mercado de financiamento verde no Brasil. Ela reconhece o potencial do país para geração de energia renovável e os investidores estão ávidos por novas oportunidades como esta.

O Green FIDC é um conceito de project finance criado pela Albion Capital para permitir que projetos de energia limpa e eficiência energética garantam financiamento com base em fluxos de caixa futuros de vendas de energia. O FIDC Verde baseia-se em um instrumento específico do Brasil, o Fundo de Investimento em Direitos Creditórios, que é usado por empresas para levantar capital por meio da securitização de recebíveis. Projetos de renováveis e eficiência são um componente crucial das metas climáticas do Brasil para 2030. O país pretende aumentar a eficiência energética em 10% e para as energias renováveis ​​não hídricas responderem por 23% da geração total de energia.

De acordo com Paulo Todaro, sócio fundador e CEO da Albion Capital, como as taxas de juros reais vêm diminuindo substancialmente, os investidores brasileiros estão em busca de alternativas para aumentar os rendimentos. Os projetos de infraestrutura sustentável estão particularmente bem posicionados para fornecer uma alternativa atraente aos produtos tradicionais de renda fixa de baixo rendimento. Ainda segundo ele, ao desenvolver o FIDC Verde, foi percebida uma demanda por outros veículos alternativos de investimento que apliquem a mesma solução de securitização e permitam aos investidores acessar o mercado de infraestrutura sustentável.

Segundo Rogério Marchini Santos, CFO da Órigo Energia, a empresa está comprometida com a sustentabilidade há 10 anos e acredita que a forma como lida com o mercado de capitais para financiar a sua expansão também deve refletir o compromisso.

Para as próximas etapas, a Albion Capital está atualmente investigando uma expansão de outras variações do conceito do FIDC Verde em diferentes veículos que correspondam às preferências de risco-retorno dos investidores. O objetivo é permitir um processo de scale-up mais rápido e simples para o mercado solar e também para outros setores, como infraestrutura hídrica, por exemplo.