ONS registra crescimento da carga de 6% em março

Início das medidas restritivas causadas pela pandemia no mesmo período do ano anterior contribuiu para a elevada taxa de crescimento

O mês de março teve crescimento de 6% na carga do Sistema Interligado Nacional (SIN), se comparado com o mesmo período de 2020, segundo mostrou o boletim mensal de carga do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

De acordo com o monitoramento, o início das medidas restritivas em março do ano passado contribuiu para a elevada taxa de crescimento apresentada no mês. Com relação a fevereiro, houve uma variação negativa de 0,3%. Já no total acumulado dos últimos 12 meses, foi registrado uma variação negativa de 0,1%, em relação a 2020.

O consumo de energia já começa a refletir a desaceleração do ritmo de recuperação que vinha sendo observado no setor industrial brasileiro. De acordo com o informativo, essa interrupção reflete o avanço de casos da Covid-19 e a implementação de novas restrições de circulação nas regiões.

As elevadas temperaturas em 2021, superiores às registradas em março de 2020, em quase todo o Brasil, também puxaram o consumo, já que fez com que a população acionasse mais os sistemas de climatização.

O relatório apresentou dados consolidados de quatro regiões, com números positivos. O subsistema Norte se destacou e registrou demanda de 7,1% ou 5.831 MW médios, se comparado com o mesmo mês de 2020; seguido do Sudeste/Centro-Oeste que teve incremento de 6,7% ou 42.512 MW médios. Na região Sul, o aumento foi de 4,7% ou 13.081 MW médios e no Nordeste o consumo foi 4,5% maior ou 11.410 MW médios.