Neoenergia energizou penúltimo trecho de LT em Mato Grosso do Sul

Após receber licença do Imasul, companhia antecipou a entrega do trecho em 15 meses

A Neoenergia informou que terminou de energizar o quarto trecho de um dos seus empreendimentos de transmissão com maior extensão, em Mato Grosso do Sul. A operação foi realizada após a companhia receber a licença de operação emitida pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul). Com 15 meses de antecipação em relação ao prazo contratual da Aneel, a companhia concluiu a instalação da linha de transmissão, com 132 torres distribuídas em aproximadamente 52 quilômetros de extensão e com tensão em 230 kV, entre as subestações Imbirussu e Campo Grande 2.

Segundo a Neoenergia, somando o novo trecho, já foram entregues 413 dos 578 quilômetros previstos no projeto Dourados, arrematado no lote 4 do leilão 005/2016, realizado pelo órgão regulador em abril de 2017. As três primeiras etapas foram inauguradas no segundo semestre do ano passado, até dois anos antes do previsto pela Aneel.

A companhia destacou que a construção da linha de transmissão tem como objetivo reforçar o sistema no Mato Grosso do Sul, melhorando a confiabilidade e auxiliando no intercâmbio de energia entre as regiões Sudeste/Centro-Oeste e Sul. O primeiro trecho entrou em operação em julho de 2020, com 147 quilômetros entre as subestações Nova Porto Primavera (SP) e Rio Brilhante (MS), incluindo duas torres montadas na travessia do rio Paraná. Em dezembro, mais duas etapas foram concluídas, entre as subestações Rio Brilhante e Campo Grande, com 149 quilômetros, e Nova Porto Primavera e Ivinhema (MS), com 65 quilômetros.

Considerando os quatro trechos já operacionais, o empreendimento registra atualmente entrega de 61% da RAP (Receita Anual Permitida) prevista e 66% do total de linhas do Lote. Atualmente, estão em fase final de construção os últimos 166 quilômetros de linhas, com tensão em 230 kV.