IPCA-15: energia sobe 2,31% e índice fica em 0,44% em maio

Item foi o maior impacto individual no mês

A energia elétrica, com aumento de 2,31%, foi o maior impacto individual no índice de maio, com 0,10 ponto percentual. No mês, depois de quatro meses seguidos da bandeira amarela, passou a valer a bandeira tarifária vermelha patamar 1, que acrescenta R$ 4,169 na conta de luz a cada 100 kWh consumidos. O IPCA-15 de maio ficou em 0,44%, abaixo dos 0,6% da taxa de abril. O resultado foi o maior para um mês de maio desde 2016, quando registrou 0,86%. O acumulado no ano foi de 3,27% e, nos últimos 12 meses, de 7,27%, acima dos 6,17% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em maio de 2020, a taxa havia sido negativa em 0,59%.

O item habitação, onde energia está inserido, teve variação de 0,79% em maio. Além da bandeira, houve reajustes nas capitais Fortaleza (CE), Recife (PE) e Salvador (BA).