Votação da MP 1031 é adiada

Projeto deverá ser votado nesta quinta-feira (17) às 10h devido à demora na apresentação do relatório que entrou no sistema do Senado às 17h50

A demora na apresentação do relatório para a MP 1031/2021 que prevê a desestatização da Eletrobras foi o argumento que levou o presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), a adiar a votação da matéria. O texto final do relator Marcos Rogerio (DEM-RO) foi registrado às 17h50 no sistema da casa e com isso a sessão que avaliará o projeto ficou marcada para esta quinta-feira, 17 de junho.

Na terça-feira em entrevista coletiva Rogério afirmou que o relatório seria entregue e que a matéria poderia ser votada. Essa era a intenção de Pacheco, mas diante da postergação em apresentar o parecer os líderes solicitaram tempo adicional para avaliar o projeto. O parlamentar concordou e determinou que a avaliação ficasse para sessão às 10h.

A sessão do Senado continua, Pacheco permitirá a leitura do parecer, vai decidir sobre o requerimento de impugnação que deverá ser indeferida e convocou sessão deliberativa para votação do PLV. Os destaques podem ser apresentados até 9h da quinta-feira.