Subsidiária da CTG Brasil conclui captação de R$ 845 milhões

Maioria dos recursos será usada na modernização das UHEs Ilha Solteira e Jupiá

A Rio Paraná Energia, subsidiária da CTG Brasil, acaba de concluir a emissão de debêntures no total de R$ 845 milhões, com oferta restrita para investidores profissionais. Do valor total, R$ 650 milhões serão destinados à segunda etapa de modernização das UHEs Ilha Solteira e Jupiá, no rio Paraná. A debênture de infraestrutura, vence em 10 anos, com remuneração anual indexada ao IPCA + 4,6279% ao ano. O valor restante tem vencimento em três anos, com rendimento anual equivalente ao CDI mais 1,20% ao ano.

De acordo com Carlos Carvalho, vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores da CTG Brasil, o sucesso da captação demonstra o reconhecimento do potencial da empresa pelo mercado, fortalecendo os negócios no longo prazo e permitindo avançar nas etapas de modernização dos ativos de Ilha Solteira e Jupiá, importantes para garantir mais segurança e confiabilidade na geração de energia limpa, além do desenvolvimento do país.

A modernização das usinas Ilha Solteira e Jupiá foi iniciada em 2017 e representa o maior projeto de modernização de hidrelétricas da história do Brasil, com investimento previsto de R$ 3 bilhões. A segunda etapa do projeto, que será financiada parcialmente com a emissão das debêntures, inclui a modernização de oito unidades geradoras – quatro em cada usina – sistemas auxiliares elétricos e mecânicos, além da implantação de um novo Centro de Operação da Geração.