Eletronorte exerce direito e venderá participação em Linhão do Madeira

Valor da proposta recebida é de R$ 700 milhões pelas ações da empresa na NBTE tendo como data de referencia 31 de dezembro de 2020

A Eletronorte comunicou formalmente à Evoltz sua decisão de exercer seu direito de venda conjunta (tag along) da sua participação acionária de 49% na NBTE em função da troca de controle indireta na transmissora. Essa medida já era prevista no acordo de acionistas entre as partes.

A conclusão da transação está sujeita ao cumprimento de condições precedentes usuais, assim como à conclusão da operação de venda da própria Evoltz para a OTPP, negócio anunciado na primeira quinzena de maio.

Quando da formalização desta transação, a Evoltz terá concluído a última etapa do seu planejamento estratégico que previa a consolidação societária de todas as sete concessões de transmissão de energia sob sua gestão (NBTE, MTE, EVOLTZ IV, EVOLTZ V, EVOLTZ VI, EVOLTZ VII e EVOLTZ VIII).

Essas concessões representam um total de 3.561 km de linhas de transmissão de energia elétrica com passagem em dez estados da federação, com uma receita anual bruta de aproximadamente R$ 670 milhões (ciclo 21/22). A NBTE, a maior delas, possui 2.411 km de extensão, que atravessa o trecho de Porto Velho (RO) a Araraquara (SP) em corrente contínua e em 600kV, fazendo parte do Linhão do Madeira.

De acordo com a subsidiária da Eletrobras, o valor da proposta recebida, nos termos da notificação de tag along de 14 de maio de 2021, é de R$ 700 milhões referenciado a 31 de dezembro de 2020. O valor da participação da NBTE contabilmente registrado em 31 de março de 2021 era de R$ 806 milhões. Os efeitos decorrentes desta decisão serão refletidos nas informações trimestrais relativas ao 2º Trimestre deste ano.

E lembrou ainda que esta operação está inserida no contexto de racionalização das participações societárias, prevista no Plano Diretor de Negócios e Gestão 2021-2025 da Eletrobras.