Sul continua com maior queda nos reservatórios, chegando a 38,2% de armazenamento

Os submercados do Norte, Nordeste e SE/CO apresentaram redução de 0,3 p.p, 0,2 p.p e 0,1 p.p, respectivamente

Todos os subsistemas apresentaram redução em seus níveis, na última quinta-feira, 12 de agosto, se comparado ao dia anterior, segundo o boletim do ONS. No entanto, o que apresentou maior redução, mais uma vez, foi a Região Sul que teve queda de 1,2 ponto percentual e opera com 38,2% de sua capacidade de armazenamento. A energia retida é de 7.604 MW mês e ENA aponta 2.740 MW med, valor que corresponde a 25% da MLT. As UHEs G.B Munhoz e Passo Fundo funcionam com 30% e 53,29% respectivamente.

O submercado do Norte teve recuo de 0,3 p.p e chega a 76,7%. A energia armazenada marca 11.627 MW mês e ENA é de 2.638 MW med, equivalente a 83% da média de longo termo armazenável no mês até o dia. A UHE Tucuruí segue com 93,88%.

A Região Nordeste apontou uma redução de 0,2 p.p e opera com 52,5% da sua capacidade. A energia armazenada indica 27.080 MW mês e a energia natural afluente computa 1.372 MW med, correspondendo a 45% da MLT. A hidrelétrica de Sobradinho marca 51,27%.

Os reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste apresentaram diminuição de 0,1 p. p e trabalham com 24,6%. A energia armazenada mostra 49.992 MW mês e a ENA aparece com 12.523 MW med, o mesmo que 62% da MLT. Furnas admite 21,68% e a usina de São Simão marca 23,69%.

Outras informações sobre níveis de armazenamento, bem como a geração de gráficos comparativos, podem ser acessadas na Seção Reservatórios do Monitor, disponível para assinantes do CanalEnergia.