Omega revisa termos de combinação de negócios

Roberto Castello Branco será vice-presidente do Conselho de administração após a efetivação da listagem da Omega Energia no Novo Mercado da B3

Os conselhos de Omega Geração e da Omega Desenvolvimento revisaram na última sexta-feira os termos da combinação de negócios que cria a Omega Energia.  Na revisão, atribuiu-se  o  valor  de  R$  40 para  cada  ação  da primeira, o que totaliza R$ 7,86 bilhões em equity value. Para a segunda o valor ficou em R$ 1,96 bilhão.  Assim, o braço de geração passa a corresponder a 80% da Omega Energia  – antes era 74,4% – e a de desenvolvimento a 20%, contra os 25,6% anteriores, após a Combinação de Negócios.

De acordo com o comunicado, a revisão reduz em R$ 744 milhões a avaliação inicial da Omega Desenvolvimento, de R$ 2,7 bilhões em R$ 744 milhões. Já o valor da ação teve como base o preço de fechamento do dia 7 de outubro de 2021 que foi de R$ 32,45 cada, a avaliação da Omega Desenvolvimento soma R$ 1,6 bilhão, o que reduziria o chamado valor em risco, apontado pelo mercado em relação ao plano de negócios.

Essa ação deve-se ao que foi classificado como momento  “desfavorável de mercado e de algumas premissas de avaliação que distinguem o Brasil dos mercados globais de renováveis, as indicações de preço levariam a uma relação de troca de ações diferente da proposta deliberada pela assembleia”. A combinação foi anunciada no fim de setembro e criará a holding Omega Energia, que deseja ser listada no Novo Mercado da B3 e formará uma companhia integrada de ativos operacionais com meta de superar 4.500 MW de capacidade em funcionamento até dezembro de 2024.

O comunicado diz anda que há convicção sobre as vantagens da combinação de negócios, que potencializará a consolidação da liderança da Omega no âmbito das energias renováveis. ” A revisão dos termos da operação é prova incontestável de que todos nossos acionistas estão altamente engajados com essa missão”, diz o texto.

A Omega também anunciou que Roberto Castello Branco foi eleito e nomeado para exercer a vice-presidência do Conselho de Administração até 31 de dezembro de 2023. Castello Branco foi presidente da Petrobras entre 2019 e 2021, além de diretor da Vale, do Banco Central e do Banco Boavista. A posse do novo membro do conselho da Omega Energia está condicionada à efetivação da listagem da empresa no Novo Mercado da B3.