Volume de energia distribuída da EDP Brasil cresce 4,2% no 3º trimestre

Destaque ficou para o segmento rural que registrou crescimento do período de 14,1%

A EDP Brasil registrou 6.446 GWh em volume de energia distribuída no terceiro trimestre deste ano, aumento de 4,2% em relação ao mesmo período de 2020. O desempenho positivo, segundo a empresa, é resultado da recuperação da atividade econômica, refletindo o aumento da produção industrial e da atividade comercial, quando houve maior restrição das medidas de distanciamento social, como prevenção do Covid-19.

O destaque para este período, no entanto, ficou para o segmento rural que registrou o maior crescimento do período, de 14,1%. As condições climáticas no trimestre ficaram dentro do esperado, sem impactos para o consumo. O número de clientes aumentou 2,2%, com expansão tanto na categoria de clientes cativos quanto de clientes livres.

O volume de energia vendida, considerando as empresas consolidadas, foi de 1.869 GWh, aumento de 8,5% no comparativo anual, resultante do aumento dos contratos bilaterais estabelecidos no período.

Em relação à crise hídrica, a EDP Brasil informou que o terceiro trimestre, historicamente, é o período mais seco do ano e o de maior consumo de energia, combinado a pior crise hídrica registrada nos últimos 91 anos no país. A empresa disse que “manteve sua estratégia de proteção do portfólio, através de compra de energia adicional para mitigação dos riscos relativos ao GSF e da oscilação do PLD”.