Cesp cria comitê para avaliar proposta da Votorantim

Controladora da geradora anunciou no início da semana a reorganização dos ativos de energia do Grupo em uma nova empresa que será listada no Novo Mercado da B3

O conselho de administração da Cesp aprovou a criação de Comitê Especial Independente que terá por função negociar a operação de reorganização societária proposta de forma não vinculante pela Votorantim e pelo CPPI para a incorporação da geradora pela VTRM Energia Participações, a nova empresa a ser criada.

O comitê será composto por Glaisy Peres Domingues, conselheira de administração da Cesp na qualidade de membro do Comitê eleita pelo conselho de administração. Felipe Dutra Cançado, membro independente do conselho, eleito para ocupar esse cargo em votação em separado, sem a participação do acionista controlador, por acionistas titulares de ações preferenciais, na qualidade de membro do Comitê indicado por acionistas não-controladores. E ainda, Fernando Fontes Iunes, na qualidade de membro independente não administrador da Cesp, indicado, pelos outros dois membros.

No início da semana a controladora da Cesp anunciou a reorganização societária do segmento de energia. A nova empresa terá receita líquida estimada em R$ 5,8 bilhões e uma capacidade instalada de 3,3 GW, sendo 2,3 GW hidrelétricos e 1 GW eólico, dos quais 400 MW em obras. A empresa já nascerá com um pipeline de projetos que combina fontes hídrica e solar, bem como soluções híbridas, totalizando 1,9 GW.